Pages Menu
Â̂ߋ Sede Central Izunome Izunome Group
Categories Menu

Postado on 04/jul/2018(qua)

COMUNICADO

COMUNICADO

Print Friendly, PDF & Email

A Igreja Messiânica Mundial – Igreja Mãe é formada por três Igrejas filiais. Elas são: Igreja Izunome, Igreja Su no Hikari e MOA Toho no Hikari.

A Igreja Izunome, baseada na fidelidade total que o reverendíssimo Tetsuo Watanabe sempre teve por Kyoshu-Sama, objetivou durante muitos anos o estabelecimento do sistema de Obra Divina centralizado no Trono de Kyoshu. Isto é um fato que os membros da Igreja Messiânica Mundial do mundo inteiro sabem muito bem.

A Igreja Su no Hikari, compartilhado o mesmo sentimento do reverendíssimo Watanabe, serviu e continua servindo Kyoshu-Sama com a mesma fidelidade. Nós da Sede Central Izunome fazemos o mesmo.

Por outro lado, a MOA Toho no Hikari sempre ignorou Kyoshu-Sama e, recentemente, veio à tona o fato de ela estar espionando Kyoshu-Sama por muitos anos.

A postura dela para com Kyoshu-Sama é algo que não mudou nada desde a época de Sandai-Sama (Terceira Líder Espiritual). Por anos, o reverendíssimo Tetsuo Watanabe protegeu Sandai-Sama e o atual Kyoshu-Sama dos ataques feitos pela MOA Toho no Hikari que, por sua vez, afirma desde a época de Sandai-Sama que a vontade de Deus atua nos diretores e não em Kyoshu-Sama. No entanto, o reverendíssimo Watanabe sempre foi totalmente contra esse pensamento e enfatizou a crença de que o sentimento de Meishu-Sama nos é transmitido através de Kyoshu-Sama.

Ao longo de muitos anos, entre as três Igrejas filiais, duas se mantiveram centralizadas no Trono de Kyoshu e, como o reverendíssimo Watanabe, presidente mundial da Igreja Mãe, sempre defendeu o Trono de Kyoshu, a nossa Igreja no Japão sempre seguiu com passos firmes juntamente a ele, e com Kyoshu-Sama.

No entanto, o Sr. Kobayashi se tornou presidente da Igreja Izunome depois que o reverendíssimo Watanabe faleceu. Desde então, o Sr. Kobayashi, que não concorda com o conteúdo das orientações de Kyoshu-Sama, se uniu a MOA Toho no Hikari, que objetiva a exclusão do Kyoshu. Com isso, o Sr. Kobayashi tentou vários meios para afastar Kyoshu-Sama da Igreja. A tentativa mais evidente foi impedir que Kyoshu-Sama apertasse as mãos dos membros nos dias de cultos, algo que já vinha sendo feito há anos, e evitar que Kyoshu-Sama e seus familiares cantassem juntamente com os membros o Hino da Luz Divina (versão em japonês), como vinha sendo feito no final dos cultos com a presença de Kyoshu-Sama.

Por causa disso, Kyoshu-Sama não teria mais oportunidade de interagir com os membros e, como é do conhecimento de todos, por não ter outra alternativa, Kyoshu-Sama transmitiu isso a nós no Culto do Início da Primavera do ano passado. Podemos disponibilizar o texto em português, japonês e inglês caso não tenham recebido ainda.

Ao receber essa mensagem de Kyoshu-Sama, momentaneamente o presidente da Igreja Izunome, o Sr. Kobayashi, admitiu seus erros e se desculpou perante os membros no Culto Mensal realizado dia 1º de maio de 2017. Nesse dia, ele pediu desculpas a Deus, a Meishu-Sama, a Kyoshu-Sama e a todos os membros. Esse texto também pode ser disponibilizado, caso os senhores não tenham recebido ainda.

No entanto, o pedido de desculpas feito pelo Sr. Kobayashi foi apenas formal. Isto porque, posteriormente ele começou a atacar e punir os diretores que defendem e dão importância ao Trono de Kyoshu. O Japão é dividido em 5 regiões de expansão. Todos os cinco reverendos responsáveis por essas regiões foram demitidos sob a justificativa de serem contra o Sr. Kobayashi. Ele fez isso porque todas as igrejas e unidades em todo o Japão dedicavam com alegria pelo estudo e prática das palavras de Kyoshu-Sama. O Sr. Kobayashi agiu assim porque não gosta dessa realidade. Esses cinco reverendos, atualmente, dedicam na Sede Central Izunome.

É dessa maneira que o Sr. Kobayashi demostra ter abandonado totalmente o espírito do reverendíssimo Watanabe, intensificando cada vez mais os ataques contra Kyoshu-Sama. Isso resultou no fato de que, atualmente, duas das Igrejas Filiais passaram a ser “anti-Kyoshu”. Por fim, a diretoria da Igreja Izunome, centralizada no Sr. Kobayashi, e a MOA Toho no Hikari, deram início a um movimento para excluir a Igreja Su no Hikari, a única Igreja Filial centralizada no Trono de Kyoshu. Atualmente, foi aberto um processo judicial contra essa atitude ilegal.

Após essa tentativa de exclusão, o próximo passo da Igreja Izunome foi excluir dela pessoas, como nós, que são centralizadas no Trono de Kyoshu. Essas pessoas, lideradas pelo reverendo Michio Shirasawa, instituíram a Sede Central Izunome, que é uma coligada da Igreja Su no Hikari, que entendeu as mãos para auxiliar-nos. Atualmente, atuamos como uma regional de expansão independente dentro da Igreja Su no Hikari.

Hoje, a maioria dos ministros e membros do Japão se levantaram para seguir juntamente com Kyoshu-Sama, mesmo que tenham que se separar fisicamente dos Solos Sagrados ou mesmo que sejam expulsos das igrejas e unidades religiosas onde dedicam. Os senhores poderão compreender isso através dos artigos (fotos e vídeos) postados na página oficial da Sede Central Izunome no Facebook. Não nos foi permitido realizado o Culto do Paraíso Terrestre no Solo Sagrado, motivo pelo qual tivemos que alugar um lugar para sua realização. No entanto, todos os membros que participaram ficaram muito felizes. Eis o porquê mais membros se reuniram nesse local do que no Solo Sagrado.

Os membros da Sede Central Izunome no Japão estão cientes de todos os fatos. Se isso fosse uma mentira, jamais tantos membros teriam se levantado, chegando ao ponto de renunciar a ida ao Solo Sagrado.

No meio de toda essa situação, no último dia 22 de junho, o Sr. Kobayashi e a MOA Toho no Hikari, apesar de não terem recebido o reconhecimento de Kyoshu-Sama para assumir o cargo de diretores da Igreja Mãe, como rege o estatuto, usaram o nome “Igreja Messiânica Mundial” para alegar que anularam a investidura de Kyoshu-Sama. Não somos capazes de reconhecer esse tipo de atitude ultrajante. Também não reconhecemos que o Sr. Kobayashi e os demais que se proclamam serem a “Igreja Messiânica Mundial”. Sentimo-nos entristecido com o fato de algumas poucas Igrejas no exterior terem reconhecido eles.

Doravante, continuaremos herdando o espírito do reverendíssimo Watanabe, que sempre batalhou para proteger o Trono de Kyoshu, se seguiremos em frente dando importância ao fato de que sentimento de Meishu-Sama nos é transmitido através de Kyoshu-Sama para servirmos na verdadeira dedicação para construção do Paraíso Terrestre e salvação da humanidade.

Esperamos que todos os senhores também façam o mesmo e, dando importância ao caráter do reverendíssimo Watanabe, caminhem conosco nessa nova jornada.

Se existirem pessoas ao seu redor que tenham a mesma dúvida, sinta-se à vontade para transmitir-lhe o conteúdo dessa mensagem. E, fique à vontade para nos enviar uma mensagem ou novas perguntas sempre que sentir necessidade.

Atenciosamente

Assessoria de Comunicação da Sede Central Izunome