Pages Menu
Â̂ߋ Sede Central Izunome Izunome Group
Categories Menu

Postado on 21/ago/2018(ter)

NOSSO POSICIONAMENTO

NOSSO POSICIONAMENTO

Print Friendly, PDF & Email

A Sede Central Izunome é formada por reverendos, ministros e membros que eram da Igreja Izunome – instituição criada no final da década de 1990 pelo reverendíssimo Tetsuo Watanabe para defender o Trono de Kyoshu – e que, com muita coragem e determinação, decidiram seguir as orientações do legítimo Kyoshu-Sama para compreender verdadeiramente os Ensinamentos de Meishu-Sama.

Assim, a respeito da atual situação caótica da nossa religião, a Sede Central Izunome assume a postura básica de levar adiante o compromisso do reverendíssimo Watanabe, de continuar protegendo o senhor Yoichi Okada, o Kyoshu da Igreja Messiânica Mundial.

Infelizmente, após ter vindo à tona que os momentos de privacidade de Kyoshu-Sama estavam sendo espionados durante muitos anos, ficou claro que a atual e ilegítima diretoria da Igreja Messiânica Mundial – Igreja Mãe sempre objetivou excluir Kyoshu-Sama. Frisamos novamente: isso é verdade! Sentimos vergonha só de citar sobre a espionagem sofrida por Kyoshu-Sama e sua família.

A espionagem foi usada para distorcer o fato de que Kyoshu-Sama estava conversando sobre fé com um amigo, e aproveitaram para difamar Kyoshu-Sama dizendo: “Ele está recebendo orientações de um amigo e, portanto, Yoichi Okada não é apto para ser Líder Espiritual.”

A Igreja Mãe também divulgou a calúnia de que Kyoshu-Sama e sua esposa tinham se envolvido em um caso de infração de direitos humanos, distorcendo o fato de Kyoshu-Sama ter orientado um funcionário com rigor, sem desrespeitá-lo, dando a conotação de que cometeu assédio moral. (Favor acessar o COMUNICADO OFICIAL AOS MEMBROS de 25 de junho de 2018 (revisado em 4 de julho), divulgado na página oficial da Sede Central Izunome no Facebook)

Essa mesma Igreja Mãe vem disseminando informações falsas como se fossem a verdade para os membros do mundo inteiro, e por fim, no dia 22 de junho passado, anunciou que determinou a anulação da investidura de Kyoshu-Sama como Líder Espiritual e a expulsão do Solo Sagrado, não somente de Kyoshu-Sama, mas também de toda a família Okada, com base nas falácias que ela própria criou de forma conveniente. (Atualmente, Kyoshu-Sama pode entrar na sede da Igreja Su no Hikari, que fica dentro das dependências do Solo Sagrado de Atami, mas ele está proibido de entrar no Templo Messiânico do Solo Sagrado de Atami, no Solo Sagrado de Hakone e no Solo Sagrado de Kyoto).

Igrejas da Europa, Estados Unidos, Austrália, Coréia, Japão se levantaram contra essa atitude inaceitável, objetivando proteger Kyoshu-Sama com determinação. Nós acreditávamos que as Igrejas do exterior, que foram edificadas pelo reverendíssimo Tetsuo Watanabe, também fariam o mesmo.

Entretanto, dirigentes no exterior que apoiam o senhor Kobayashi, tais como os da Igreja Messiânica Mundial do Brasil, aceitam passivamente as atitudes da Igreja Mãe, que espiona Kyoshu-Sama e divulga informações com o intuito de denegrir a sua imagem. Ao invés de se levantarem para apoiar Kyoshu-Sama, ficam em silêncio, porém divulgam os documentos da Igreja Mãe a todos os membros, sem antes consultar a veracidade disso com Kyoshu-Sama. Ou seja, estão seguindo ordens.

Esses dirigentes agem impondo a sua vontade aos ministros e membros da Igreja, sem ouvi-los, em total desrespeito à fé dos messiânicos.

Reverendíssimo Watanabe, querido e respeitado, não somente no Japão, como no mundo inteiro, se posicionou e enfrentou inúmeras dificuldades para proteger Meishu-Sama, proteger Kyoshu-Sama e proteger a Igreja Messiânica Mundial. Como será que ele está vendo a postura dos dirigentes da Igreja Messiânica Mundial do Brasil? Será que nunca pensaram a respeito disso?

Jamais ele ficaria calado, apenas observando Kyoshu-Sama sofrer ataques. Nem é preciso dizer que ele estaria lutando na linha de frente para proteger Kyoshu-Sama. Temos certeza absoluta disso.

Quando o assunto é a atual purificação da Igreja, frequentemente temos escutado: “Meishu-Sama nos ensina que não devemos julgar, por isso, não se deve fazer nada” ou “Deus está no comando de tudo. Por isso, as pessoas não devem fazer nada”.

Evidentemente, Meishu-Sama escreveu o ensinamento “Não Julgueis” e também explicou sobre a onipotência de Deus. Entretanto, Meishu-Sama também nos ensinou insistentemente sobre o senso de justiça:

“O meio mais seguro para avaliar o valor de uma pessoa é saber se ela possui, ou não, senso de justiça.”
“Portanto, em relação a todas as coisas, em primeiro lugar, devemos distinguir o certo e o errado. Se a outra parte for mal, é preciso ter resistência, valendo-se da justiça sem se intimidar.”

O valor do homem está no senso de justiça e de retidão

“Tenho por critério que o homem de bem, o homem justo, nunca deverá ser vencido pelo homem perverso, e que o autêntico bem é muito mais forte do que o mal.”
“O indivíduo honesto, mas fraco, não é um honesto autêntico, e sim um pusilânime.”
“Nos processos judiciais em que estou envolvido, a outra parte, no início, me subestima, pois já me rotula como “pessoa do bem” e pensa: “basta fazer isso que daqui a pouco ele vai desistir…” Entretanto, como defendo que o bem não deve perder para o mal, eu luto até vencer! Por isso, a maioria dos processos se arrastam por muito tempo até o resultado final. A mais longa batalha judicial que já enfrentei vem se prolongando há mais de dez anos.”

Sejam fortes os virtuosos (revisado)

Assim como está claro nestes ensinamentos, Meishu-Sama jamais perdeu para o mal. Ele sofreu repressão, perseguição religiosa e assédio moral por parte das autoridades governamentais daquela época. Mesmo sendo difamado e caluniado pelos grandes jornais, nunca se deu por vencido, fato que todos conhecem muito bem, pois ele também moveu processos judiciais.

Para referir-se a si mesmo, Meishu-Sama chegou a dizer: “Eu sou um combatente” (Registro de orientações, em 10 de outubro de 1951)

Meishu-Sama nunca se calou perante o mal. Pelo contrário: ele sempre combateu o mal com determinação. Ele sempre demonstrou, através de atos, o que ele acreditava ser correto.

Nós aprendemos com essa postura de Meishu-Sama. Nosso querido reverendíssimo Watanabe também agiu dessa maneira. Ele sempre defendeu a Terceira Líder e o Quarto Líder Espiritual.

Há mais de 30 anos, quando a Igreja Messiânica passou por uma grande purificação os diretores tentaram excluir a Terceira Líder Espiritual com os seguintes argumentos: “A vontade de Deus atua nos diretores” e “Não precisamos de Kyoshu-Sama para nos ligarmos a Meishu-Sama”. O reverendíssimo Watanabe, por sua vez, se mostrou totalmente contrário a essa forma de pensar pois sempre acreditou que o sentimento de Meishu-Sama nos é transmitido por meio do Trono de Kyoshu, e que é Kyoshu-Sama quem deve ser o centro da Obra Divina neste Mundo Material. Ele também acreditava que, ao respeitarmos a Ordem Divina que verte de Meishu-Sama para Kyoshu-Sama, recebemos as graças dentro da Obra Divina, e que tudo está ligado à construção do Paraíso Terrestre e à salvação da humanidade. Além disso, ele sempre nos orientava, com severidade e também com muito amor, que essa Ordem é incontestável.

Se naquela época o reverendíssimo Watanabe tivesse pensado “Deus está no comando de tudo” ou “o mais importante é a harmonia da instituição”, ele teria feito como muitos têm feito ultimamente: além de não fazer nada, ele teria ficado apenas observando em silêncio os diretores atacarem a Terceira Líder Espiritual.

Porém, o reverendíssimo Watanabe era totalmente diferente! Havia algo que ele considerava muito mais importante do que a “harmonia institucional”, e mais importante do que a “vontade dos diretores”… o mais importante era Trono de Kyoshu! Obviamente, não se trata do falso Trono de Kyoshu que a atual e ilegal diretoria da Igreja Mãe pretende instituir. O legítimo Trono de Kyoshu é aquele que começou com Meishu-Sama e que foi herdado por Nidai-Sama, a Segunda Líder Espiritual, depois pela Sandai-Sama, a Terceira Líder Espiritual e atualmente, pelo senhor Yoichi Okada, o Quarto Líder Espiritual.

Devido ao fato dele ter sempre seguido Kyoshu-Sama com absoluta fidelidade, nós também servimos na Obra Divina com total fidelidade ao reverendíssimo. O reverendíssimo Watanabe difundiu por todo o planeta, as palavras de Kyoshu-Sama através da orientação sobre a “Prática do Sonen”, em especial no Brasil. Eis a fé que ele nos ensinou e todos que o serviram sabem disso muito bem. Será que existe na atual direção executiva a intenção de apagar esse feito do reverendíssimo Watanabe? Negar Kyoshu-Sama é o mesmo que negar os atos do reverendíssimo Watanabe! Dirigentes no exterior: esperamos que todos reflitam profundamente e relembrem a postura do reverendíssimo Watanabe e as suas orientações.

Atualmente, algumas pessoas que se dizem próximas do reverendíssimo alegam que ele guardava uma certa desconfiança em relação a Kyoshu-Sama. Nós não desejamos de maneira alguma que esse tipo de atitude manche a imagem do reverendíssimo Watanabe, que sacrificou sua própria vida para servir a Kyoshu-Sama.

Existem pessoas que expõem o que o reverendíssimo Watanabe falou em momentos de privacidade. No entanto, o que ele possa ter dito em foro íntimo e o que ele disse como presidente da Igreja Messiânica Mundial, não podem ser tratados como a mesma coisa. Quem possui fé, não deve ter esse tipo de postura. Se várias pessoas começarem a discutir em público sobre o que um falecido talvez tenha dito em momentos de privacidade, certamente teremos um caos instalado em nossa religião!

Entretanto, há algo que pode ser dito com clareza: o reverendíssimo Watanabe jamais permitiria que os momentos de privacidade de Kyoshu-Sama fossem espionados!

Além disso, ele nunca rebaixaria, demitiria ou cassaria o título de um ministro só porque ele apoia Kyoshu-Sama, e muito mesmo, o excluiria do cadastro de membro ou seja, o excomungaria, como se vê acontecendo hoje.

Para ele, Kyoshu-Sama é uma existência absoluta, e ele demonstrou com suas próprias ações que o Líder Espiritual deve ser a pessoa mais respeitada dentro da Igreja Messiânica. Todos nós servimos com muita alegria ao reverendíssimo, sempre admirando a sua postura com que servia a Kyoshu-Sama.

Senhoras e senhores, é isso mesmo: vivemos um momento em que, de maneira alguma, devemos ser omissos. Não podemos ficar de braços cruzados! Isto porque, o reverendíssimo Watanabe já não está mais fisicamente entre nós. Somos nós quem deve tomar alguma providência.

Meishu-Sama está, neste exato instante, esperando que cada um de nós tome uma decisão. Ele espera que nos espelhemos na postura do reverendíssimo e nos posicionemos com determinação para defender Kyoshu-Sama daquelas pessoas que fazem espionagem dele e de seus familiares, e daquelas pessoas que expulsaram Kyoshu-Sama usando informações oriundas da espionagem.

Como foi dito acima, estamos vivenciando os mesmos fatos que se sucederam há 30 anos. Trata-se de um movimento para expulsar Kyoshu-Sama articulado por diretores que renegam o Trono de Kyoshu. Neste sentido, Kyoshu-Sama está em uma situação desfavorável por não poder utilizar os meios de comunicação para ter contato direto com os membros.

Os diretores estão manipulando as informações, transmitindo aos membros apenas o que lhes convêm e disseminam informações falsas sobre Kyoshu-Sama, sem lhe permitir o direito de se defender. No Japão, os ministros integrantes estão pedindo o desligamento da Igreja Izunome, pois não querem mais seguir as ordens de pessoas como o Sr. Kobayashi.

Senhoras e senhores, essa mesma batalha está acontecendo neste exato instante. Vamos abrir nossos olhos para essa realidade! O que o reverendíssimo Watanabe mais se empenhou para nos ensinar foi a importância de proteger o Trono de Kyoshu! O reverendíssimo Watanabe lutou por muitos anos nos tribunais contra aqueles que queriam expulsar Sandai-Sama. Portanto, vamos abraçar esse mesmo empenho dele?

Nos últimos dias, temos informado aqui neste canal de comunicação oficial, que milhares de membros e ministros se posicionaram no Japão e estão herdando verdadeiramente a maneira de pensar do reverendíssimo Tetsuo Watanabe.

Messiânicos do mundo inteiro! É chegado o momento de nos posicionarmos para proteger Kyoshu-Sama!

Atenciosamente

Michio Shirasawa
Presidente
Igreja Su no Hikari – Sede Central Izunome